segunda-feira, abril 16, 2007

Silêncio


Hoje não quero falar, não me apetece.
Eu, que normalmente abuso das palavras até à exaustão, estou a sentir me extremamente bem silenciosa.
Custa me pronunciar o que quer que seja.
Hoje é o meu dia de silêncio.
Não darei informações a pessoas desorientadas na rua.
Não cumprimentarei vizinhos e conhecidos.
Não atenderei telefonemas.
Não responderei a quem me abordar.
Silêncio.
Só.
Silêncio.

2 comentários:

Maria Ostra disse...

E vão duas!

puta valente disse...

O mais forte ataque de arrogância?

Não, o maior aperto da sociedade!

Agarro-te a mão no silêncio, aguardo o teu olhar e não te largo, nessa imensidão de ser que és, não te deixo perdida., porque compreendo, porque aceito, porque o vivo.



Love u very much, bitch