quarta-feira, abril 18, 2007

A Lingua

"A língua lambe as pétalas vermelhas
da rosa pluriaberta; a língua lavra
certo oculto botão, e vai tecendo
lépidas variações de leves ritmos.
E lambe, lambilonga, lambilenta,
a licorina gruta cabeluda,
e, quanto mais lambente, mais ativa,
atinge o céu do céu, entre gemidos,
entre gritos, balidos e rugidos
de leões na floresta, enfurecidos."

Carlos Drummond

De facto, diz-se que quando um homem queima a lingua perde 1/3 do seu potencial sexual...

Aqui a Arrogante concorda...

(postado com a generosa contribuição literária do Quiron...)

2 comentários:

Maria Ostra disse...

Sei! ;)

puta valente disse...

Mas olha que há quem queime a língua de propósito para a mesma ficar áspera e assim experimentar outras sensações...


love u bitch! :D