terça-feira, dezembro 19, 2006

À Knock outância*:


(…)
Mas eu fico triste como um pôr-do-sol
Para a nossa imaginação,
Quando esfria no fundo da planície
E se sente a noite entrada
Como uma borboleta pela janela.
Mas a minha tristeza é sossego
Porque é natural e justa
E é o que deve estar na alma
Quando já pensa que existe
E as mãos colhem flores sem ela dar por isso.
Como um ruído de chocalhos
Para além da curva da estrada,
Os meus pensamentos são contentes.
Só tenho pena de saber que eles são contentes,
Porque, se o não soubesse,
Em vez de serem contentes e tristes,
Seriam alegres e contentes.
Pensar incomoda como andar à chuva
Quando o vento cresce e parece que chove mais
.
(…)
Fernando Pessoa

*peço desculpa aos mais acérrimos defensores da Lingua Portuguesa por este neologismo estrangeirado mas devido à falta de substantivos para definir a nossa companheira KO, tive de inventar este termo.
Puta Arrogante

1 comentário:

puta paciente disse...

Este nandinho... ui, que espetáculo!
Bem hajas, ó Puta Arrogante!