quinta-feira, julho 05, 2007

PORRA


Quantos de nós não andam para aí frustrados com a vida que levam?!?! Quantos de nós não se queixam disto ou daquilo e pouco ou nada fazem para alterar o que chateia, o que está errado, o que incomoda?!?! Muitos! Em minha opinião... DEMASIADOS! Ao contrario do que era esperado, as pessoas deixaram de lutar para serem felizes. Acabaram por se acomodar a uma vida desprovida de orgulho e alegria, entregando-se às dificuldades do dia-a-dia com uma anedonia, que fastidia a cada miragem. As pessoas deixaram de sentir… a única coisa que se permitem sentir é a frustração, quase como punição perante a letargia monopolizadora do ser Ser. Quando pensam em mudar algo, procurar ser feliz, tentar encontrar outro caminho onde a frustração não seja uma constante, aparece então a preguiça e o medo do desconhecido. Preferem manter as suas vidinhas ridículas e frustrantes em prol desse medo, que de alguma forma consegue ser bem mais fustigante, que a própria desgraça em que se tornaram. Fechadas sobre si mesmas, as pessoas não querem sentir alegria porque podem perde-la, não querem estar tristes porque não toleram demonstrar uma fraqueza que transparece no olhar, então… Porra! Que vamos nós fazer perante tamanha insensatez… como lidar com a inutilidade que se encontra em cada esquina…. Como continuar a tolerar a merda da conversa do tempo, a resposta “ta tudo bem!” quando o que sentem é “ta tudo bem o caralho!”… Quando é que vamos começar a ser sinceros com nós mesmos e encarar o que mais nos apavora? Quando vamos lutar por 30 segundos de felicidade e dar valor a eles, mesmo que tenhamos tido 500 horas de tristeza?!!? Quando vamos valorizar o facto de acordar todos os dias com uma nova oportunidade de melhorar o nosso quotidiano? Quando vamos deixar de nos entregar a uma imenso ego desprovido de narcisismo? Quando vamos ter coragem para responder à vizinha do lado “não! Não está tudo bem mas também não vou falar sobre isso consigo!”? Quando vamos ter coragem para estar sozinhos, apenas pelo prazer de estar e não para nos afastar de quem mais nos amedronta, de quem mais nos entende? QUANDO É QUE VAMOS COMEÇAR SIMPLESMENTE A VIVER E A LUTAR PARA SER FELIZES?

As pessoas apegam-se à vida alheia mais que nunca… negligenciam a sua própria vida, preocupando-se apenas com a dos outros... e não pensem que estou a falar das cusquices que existem desde os primórdios da civilização… não! Estou a falar de, por exemplo o caso da Meddie… QUANTAS CRIANÇAS DESAPARECERAM E FORAM VIOLADAS OU MORRERAM? Há quem questione o porquê deste caso estar a ser tão polémico, há quem diga que está relacionado com a publicidade, para mim está relacionado apenas e só com a incapacidade das pessoas viverem a sua vida, apegando-se a um casal que nunca viram, simplesmente porque esse casal expôs o seu problema (imenso). Uma coisa é solidariedade, outra é amizade e ainda outra é incapacidade de ser feliz e ter de sorver os problemas alheios quase como se fossem o elixir da vida eterna (perdão, da merda eterna). Problemas é o que não faltam… o mundo em si é um problema, o nascimento provoca dor, o medo da morte provoca dor, mas…. Não é por isso que deixamos de acordar, deixamos de respirar e deixamos de morrer. Então porque não tentar viver com mais dignidade e mais alegria? Caramba… TODOS VAMOS MORRER!!!! TODOS!!!! Agora digam-me se não será bem mais proveitoso VIVER o bom ou o mau, SENTIR tudo o que há para sentir… do que esperar que um dia o nosso coração pare de bater e nos leve o fardo de ter nascido?!?


Eu vou fixar bem as minhas palavras para que possa AGIR e espero que todos os seres com uma vida amorfa que visitam este blog façam o mesmo! VAMOS TODOS AGIR!!!


Puta Bifidissssssimaaaa!!

5 comentários:

Anónimo disse...

Estou sem palavras , apenas fiquei com vontade de agir ....
Gostei !!!

Ass: Quiron

puta arrogante disse...

Epah!

Gosto das tuas explosões! :)

puta valente disse...

Se o mundo parar, quantos se atrevem a saltar?

Maria Ostra disse...

Boa!
É sempre mais fácil, mesmo que muito mauzinho, lidar com algo/situação que já se conhece do que ter que mudar...

Masturbatrix disse...

Ora aqui está um post que é necessário ler pelo menos 4 vezes...
Muito realista!

E se a tua intensidade na cama for proporcional à que revelas nos "textos políticos" vai lá vai lol!
Pareces realmente frustrada. Compartilho a tua frustração.