quarta-feira, julho 18, 2007

Pertences me


Figura esquecida, largada em areia, serás pedra, ou apenas feia?
Sou água, solidificada, caída e cuspida pelo mais bravo mar.
Pois canta, que nada mais podes fazer, mostra os sons de uma voz ausente, mas de melodia única, liberta-te num sopro, que não é teu, caí numa vida perdida, vagueia nas mentes alheias...
Não tenho planeta para onde ir, sei que sinto, sei que sou, mas não sei onde pertenço.
Pertences-me... e corres livre, transportas vidas várias, tens sabores que te temperam, e olhos que tudo vêem, conservas segredos, contornas desde rochedos a pele que rodeia corpos, tens fúrias de dragões em mãos, tiras vidas e dás divertimentos. Nada é mais complexo que tu.

5 comentários:

Anónimo disse...

Ai querida porquê tanta nostagia?
Libertate desses sonhos

Puta disse...

:) gostei especialmente da ultima parte "Pertences-me... e corres livre, transportas vidas várias, tens sabores que te temperam, e olhos que tudo vêem, conservas segredos, contornas desde rochedos a pele que rodeia corpos, tens fúrias de dragões em mãos, tiras vidas e dás divertimentos. Nada é mais complexo que tu."

qualquer dia começo a citar te, posso?

puta arrogante

Masturbatrix disse...

Cheira-me a maresia..
e bom mesmo era banhar-mo-nos nas ondas aí do "mesterioso"...
E depois, leres-me isto em voz alta numa qualquer ilha encantada... :)

puta valente disse...

Arrogante_ Sempre. Pega em palavras minhas e da-lhes vida tua, pode ser que a mescla resulte exótica e frutífera ;)

Masturbatrix_ O cheiro a maresia é dos melhores deste mundo, não é? Dos meus cheiros naturais preferidos!
Lia, claro que sim, para um cliente tão assíduo e dedicado, como tu, a estas putas, lia sem constrangimento algum, mas cobrava ;)
Sempre bem vindo! :)

Masturbatrix disse...

é justo! e eu pagava-te em generos, já que sou um gajo teso :)