segunda-feira, julho 02, 2007

Não porque sim...

É fogo, o que sinto, quando me tocas, sinto o peso das chamas que me derretem a pele, libertando o corpo, deixando-o à mercê desta luxúria que nos consome...

Passeias a tua mão deixando o rasto queimado, gravas com as pontas dos dedos o nome do teu desejo, dentro de mim, arrefeces-me com a língua cálida, e apertas-me contra ti, sussurras-me o quanto me queres, o quanto me vais castigar por ser insubordinada, agarras-me o cabelo, puxas, e o meu pescoço vulnerável é por ti devorado, caio sobre os joelhos trémulos, perdida em arrepios.

Ergues-me, ainda que as pernas não me sustentem, encostas-me contra a parede, de costas para ti, dás-me ordens, enquanto me devoras, rasgas a roupa e me possuis, digo não a todas entre gemidos, em palavras incompreensíveis, porque simplesmente adoro...

3 comentários:

Masturbatrix disse...

Esta árvore me fascina!
E agora até fez subir a minha libido...

puta valente disse...

Masturbatrix_ sou puta, não estou cá pra mais nada ;)

Seja bem vindo, estimado cliente...

Masturbatrix disse...

ah mas o meu sonho de puto era mesmo ser o chulo, com todas as putas aos meus pés, prontas para ganharem uma fortuna para poderem ter a honra de tocar o meu pirilau...
oh mas a realidade às vezes é dura e os testes de vocação falharam e escolhi outra via.
Paciência...
Cliente seja então
:(