quarta-feira, agosto 29, 2007

O adeus

"Half-length Woman Lying on a Couch" por COURT, Joseph-Désiré - 1829 - Paris


A febre passou,
o sentimento volta a ter relevância.
Quanto de ti está comigo?
Para ti nada,
mas muito.
Vejo o adeus, o que sinto?
O vazio.
Algo de mim irá contigo?
Muito?

Não te preocupes, não me magoas.
Apenas sente-te bem.
Pagaste para isso.

2 comentários:

puta arrogante disse...

Quando leio aqui bons textos, como este, sinto no peito um alvoroço de admiração e orgulho.

Admiração pela vossa destreza linguistica e orgulho por ser vossa amiga!

Masturbatrix disse...

Eu também!
A diferença é só que não posso dizer que sou vosso amigo mas apenas "vosso cliente"!