quinta-feira, agosto 16, 2007

Feriado

Apesar da meteorologia instável metemo-nos a caminho de praias alentejanas, somos exploradoras e não gostamos de expor o corpinho ao sol em qualquer esquina, perdão, praia! Percorremos a distância que nos separava de outras deliciosas criaturas: o vodkaólico e o inquisidor crónico; e durante o caminho encontramos sorridentes companheiras de profissão na beira da estrada.
Que simpatia! Que elegância!
E que competência!
Notava-se que levavam o oficio a sério.
Chegadas à praia, nem um vislumbre de sol, mas resolvemos estender a toalha e desfrutar da companhia (em tempo de férias as putas dispersam-se e não botamos o olho em cima de algumas há já algum tempinho).
No meio de amena cavaqueira notámos que principiava a chover, aquela chuvinha chata que molha gente tola, mas como não o somos resolvemos ignorar a dar uma espreitadela à água que nos apresentava um vai-vem convidativo.
E eis que, delicia das delicias, a agua estava muitíssimo maravilhosa!
Banhámo-nos com alegria e só reparámos que tinha chovido a sério quando encontrámos o guarda sol a pingar.
Olhámos para o céu preocupadas mas logo vimos pequenos rasgões de azul por entre fofas nuvens cinzentas. Resolvemos, esperar, secar com calma e só depois decidir se abandonávamos a praia e os nossos planos de um dia à beira mar.
Palavra puxa palavra com histórias de vulvas traumatizadas e engates rejeitados, quando reparámos estamos debaixo de um sol abrasador que nos percorria a pele queimando a e que nos impelia para dentro de água.



Entre mergulhos, banhos de sol, brincadeiras na areia, sestas, nudistas, borboletas esvoaçantes e um jantar magnifico numa tasca bejense regado a insólito, sangria e vinho da casa, foi um magnifico dia!

2 comentários:

puta valente disse...

Que grande nabroviska!!
:D

Puta Obediente disse...

Sem dúvida um dos melhores, senão o melhor, dia de praia que tive este ano, ñ me esqueço tão facilmente da radiação tipo microondas qnd a núvem passava e desimpedia os raios d sol, era tão bom k até agoniava;P
E o tasco... O nosso papel dos pedidos era um pedaço d papel reles k tinha como cabeçalho "Ventoinha", e tava certo, era a mesa por baixo da ventoinha :D ...alí, por mais estranha k fosse a organização, tava tudo certo, para quê preocupações com o assessório?! O k importava é k estavamos lá pra comer, e comemos mt bem! Belo petisco alentejano! Adoro o Alentejo.

Puta Obediente (a comentar do telemovel, maravilhe!)