quinta-feira, maio 31, 2007

SEXO ORAL


Após ponderar um pouco, decidi categorizar mais uma vez algo que muito apraz o Seres Humanos providos de pila. Vou dissertar um pouco acerca das diferenças básicas entre Broche, Mamada e Bóbó. Se pensam que tudo isto vai dar ao mesmo, estão muito enganados. Apesar de todas estas acções se centrarem exclusivamente no falo, elas são elaboradas de forma divergente.

Mamada – termo que me é muito pouco aprazível. Cada vez que oiço este termo penso em bezerros a mamarem. Mas adiante. Uma mamada tem por característica o facto de se mamar, isto é chupar. Apenas e só chupar! A língua é muito pouco utilizada, uma vez que o imperativo nestes casos é uma sucção permanente.

Bóbó – Sinceramente termo tão estúpido quanto Bico seu heterónimo. Neste caso em especifico, o que é imperativo são os lábios (claro que os dentes também são bem vindos caso os gajos se armem aos cucos!) não existe propriamente uma sucção, mas sim uma fricção que descende e ascende constantemente. A pressão exercida com os lábios, bem como a rapidez são factores primordiais para a boa execução deste acto.

Broche – Acto bem mais elaborado. Neste, a mamada e o bóbó estão constantemente a ser executados. A língua tem aqui estatuto primordial, na medida em que é ela o ponto de partida! Este termo é o aglomerar dos outros 2, o truque é simplesmente saber conciliar todos num só. Mais uma vez aviso, os dentes são a nossa maior arma neste caso… não avisas amor!! Ups perdi sensibilidade… entusiasmei-me como tu! Sorry!! Doeu?! :)

Puta Bífida

4 comentários:

puta arrogante disse...

:D
palavras para quê?!

Criatura Sofrida disse...

Toda a excitação que se me previa, desfez-se naquela última frase...é preciso ter tomates para os colocar numa situação dessas LOL

Puta disse...

Cara criatura, não é preciso ter tomates...é preciso sim, não ter amor aos tomates!! Sentimento que em casos extremos nao me assiste... este era um exemplo de um caso extremo! Que posso eu fazer se sou assim... mázinha... venenosa!!

Puta Bifida

Masturbatrix disse...

hehe...tá bonita a vida no bordel...