quinta-feira, maio 10, 2007

Corpos…

…enroscados em névoas rubras de tesão, peles fumegantes, cobertas de suor, gritantes, latejando sob veias dilatadas.

Húmida olho-te nos olhos, e com ar de menina, pego-te na mão e levo-te ao meu centro, sentes a suavidade e infiltras-te gentilmente e lanço a cabeça para trás, liberta, perdida… encorajo-te a mais passando as unhas pelo teu pescoço, entre os meus lábios saem sussurros entrecortados com gemidos finos, pedindo-te que te coles a mim, olhas-me com a decisão de não me atacar para já…

Empurras-me, cerras-me os pulsos com as tuas mãos grandes e inicias a contemplação do meu corpo com a língua desvairada, sentes-me o sabor; rodopias-me o corpo, entalas-me as mãos entre as tuas pernas e o meu corpo, seguras-me pelos cabelos e respiras-me ao ouvido a tua excitação, e quando a pressão se torna insuportável, tornas a virar-me, ergues-me na tua direcção e sem pedir, invades-me o corpo e a alma suspensa, ofegante.

Doce possessão, com cheiro a cravinho e erva-doce.

Libertas-me as mãos, tornam-se agora possessivas, puxo-te para mim, arranhando, com gana de nos fazer-mos um, juntamos bocas sôfregas, olhos abertos, gemidos, suor, abraço cercado, fechado, coração acelerado, cérebro parado, quente, devagar, dançamos…

No fim perdida pelo mimo que me cedeste, pouso o meu pulso sobre o teu peito quente e suado, sentindo-me no meio do teu sangue.

6 comentários:

puta paciente disse...

Brrrenheeuum!!...

puta valente disse...

corpos

rrrr...rrrrr...rrrrr...rrrrr
;)
Love u bitch!

Puta disse...

O gajo pagou pelo menos???
Espero bem que sim... que isto de foder à borla é mau para o negocio.

Puta Bifida

puta arrogante disse...

Aqui vai a troca de galhardetes:

"Pois que se eu não conhecesse a menina também pagaria para estar consigo, e par você me sussurrar ao ouvido coisas como estas que aqui escreve..."

Masturbatrix disse...

Bonito!
Sabes localizar bem o cantinho dos teus desejos...
"No fim perdida pelo mimo que me cedeste, pouso o meu pulso sobre o teu peito quente e suado, sentindo-me no meio do teu sangue."

Gosto deste final..palavras mágicas...sanguíneas! Reforçam o "ar de menina" com que começaste o texto!

Acho tambem que começo a admirar a tua valentia...lol
Palavras que não temem nada...
Nem mesmo o espanto das meninas cá da casa.
:)

Abraço!

puta valente disse...

Bifida_este não pagou...

Arrogante_ Não precisavas de pagar...

Masturbatrix_ as palavras nunca temem, mas os medos... esses sim são lanças apontadas...
cantinho dos desejos! Gostei, mas tanto que vou adoptar ;)

Sempre bem vindo a estas esquinas.
Beijinhos!