quarta-feira, maio 02, 2007

Putedo em lezirias ribatejanas


Surgimos na capital do vinho com armas e bagagens (leia-se corpinhos e sacos-cama)

Uma noite, num apeadeiro, a 10 km, após passarmos por uma placa que anunciava, prepotentemente o fim do mundo, inundamos com o tilintar do vidro, em brindes espaçosos e dominantes, o sossego natural da natureza.

O início foi denso, difícil e isolado, mas como putas conhecedoras dos segredos da noite aguardamos o nosso tempo. Seguindo a arrojada obediente, que cativa com o seu abraço sem preconceitos, iniciamos o ritual de convívio e galhofeira, bebemos os mais variados vinhos, partilhados pelos filhos da terra. Imiscuímo-nos, leves, quebrando correntes com o simples passar, descobrimos maravilhas da natureza, capazes de incrementar qualquer documentário da BBC vida selvagem, ou outros conceituados; vimos teias de aranhas e os seus respectivos aracnídeos numa quantidade tal, que daria para inicio de actividade no fabrico de coletes à prova de bala, abrigamo-nos de chuvinhas e cacimba nocturna baixo uma glicínia simplesmente adorável e cheiro doce, que altruísta abrigou também vespas, comemos nêsperas a sério, directamente da árvore, o real sabor de uma nêspera consegue ser inebriante…e descobrimos que as batatas não se regam, sendo suficiente a chuva; vi uma alface a romper a terra, e mesmo que nunca a imaginasse num arbusto, não a imaginava de todo com aquele aspecto de couve…

Descobrimos nas brumas da noite uma criatura sofrida que anda no técnico (IST), à qual explicamos que não éramos da zona dele, falou-nos do seu romance de anos com o Coin-Operated boy, a principio a medo, depois com o brilho nos olhos de quem ama de verdade, mais à vontade, falou-nos do quanto e há quanto se amam, e foi esta criatura sofrida que nos explicou, ainda, como se faz o maravilhoso vinho abafado; em alturas de Setembro coloca-se em recipiente, posteriormente fechado anaerobicamente, vínica, mosto e açúcar (vais ter que me explicar isso outra vez, pode ser?), chocalha-se este recipiente por volta de Dezembro, para que se agite a alma do conteúdo, essa alma repousa ate Abril, Maio, onde é aberto e surge o doce, amigável e muito maravilhoso vinho abafado para a festa do vinho e não só…

Encontramos entre o fumo denso da lareira, outra criatura sofrida do técnico, Malk, perdido no seu mundo interior, do qual tivemos a honra de presenciar um pouco, foi o exemplo vivo de como viver a puta da vidinha como bem aprouver, quase que tem a excepcionalidade e intrincada essência para ser puta, quase… tenho a dizer-te que as couves só não foram lavadas porque choveu, de qualquer forma antes as couves da rua que a casa de banho TODA (tendo a vontade de cagar, eminente), certo?

Mas nem todo o putedo ficou pelas Lezírias, da KO, no dia seguinte, soube que estava a apanhar um avião para a Tailândia, foi chamada para uma reunião ao seu Hotel de 5 estrela; da Paciente soube depois que se havia perdido, na noite, de regresso a casa, e que pelas suas palavras:
”Portugal profundo é uma surpresa. (…) Estradas boas! (…) aqueles caralhos tem uma ovelha a passar lá de quando em vez e tem auto-pistas! (…)”
Havia indignação nesta puta!

Houve muito mais, claro que sim… linhas de comboio capazes de nos levar para onde quiséssemos, num simples cerrar de pálpebras, chuvas que nos beijaram a pele lânguidas e sôfregas, estrelas oferecidas pela mão de estranhos, por vontade própria ou por amigos, lua fria, acolhedora também, garrafas esquecidas, outras escondidas, mas a maior parte partilhadas com a mais sincera vontade de companhia, preocupações, deliberadas despreocupações, vozes erguidas, sussurros de amantes, beijos em silêncio, beijos rejeitados, beijos desejados, perdidos, nunca mais serão dados, houve quem rasgasse a rua nos braços do universo, e um universo que nos aqueceu o sangue no escuro da noite, houve mais que uma festa do vinho, foi mais que um fim-de-semana, foram surpresas, boas e más, mas uma surpresa é sempre uma surpresa, não as nego, não as desprezo, vou apenas guarda-las, para que recorde mais tarde, para que me surja o sorriso, o olhar, a vontade de voltar para o ano.

À Molécula e ao Coin-Operated-Boy o nosso sincero obrigado, pela guarida, pela incansável solicitude que nos mostram nas mãos sempre abertas, obrigada pela paciência e pela preocupação, por tudo!

14 comentários:

puta arrogante disse...

epah...esta Puta quer repetir!
Pode ser?

Puta disse...

Putas,, só tenho pena que só volte a haver festa po ano... Mas tava aqui a pensar... Para quê esperar um ano... Temos de repetir a dose... e em breve!!
Valente, só mesmo tu para tornares o que está alcoolicamente embifidado em algo tão profundo!! Veio a lagrimita Puta!! Love you all putas e Também eu agradeço à minha querida molécula e ao coin toda a gentileza... São de facto criaturas muito maravilhosas!!

Tenham Noção!!!!
Puta Bifida

Coin-Operated boy disse...

É pá.. já chega, não.. !!
Já li demasiados elogios e agradecimentos á Molécula e ao Coin..
Apenas pk forneceram guarida.. num ecosistema de animais selvagens.. Lugar para um verdadeiro "HRC" (homem rude do campo).. e vçs se aguentaram lá.. isolados do mundo.. no meio das batatas.. é preciso ter (col**.. força) para dormir em tal lugar..
Acabou aqui..
Somos pessoas más, arrogantes e orgulhosas..

puta arrogante disse...

Coin, tem noção!
A arrogante sou eu!
Quanto muito ficas com o mau e orgulhoso, ok?

Puta disse...

olha agora... Tem noção.... má e orgulhosa sou eu... no maximo és teimoso!!

Puta Bifida

Coin-Operated boy disse...

Nâo.. Nâo. quero ter a NOÇÃO!!
Daqui a pouco sou meigo, gentil, simpático e politicamente correcto.. buffff..

Puta disse...

Na realidade, tudo o k foi dito tá certo! E eu pensei cá pra mim depois de ler o post: "Foda-se, Valente, deste-lhe com força!"
É disto k as pessoas precisam, sentir-se bem, e eu senti-me muito bem (aparte de estar bebado).

Gosto disto!
Puta Obediente

Maria Ostra disse...

Festa rija, meninas? :D

puta paciente disse...

Hihihih... (cof!.) Ui que ma babo toda!...

Puta disse...

Maria Ostra_ A festa foi rija, vivida, sentida, excepcional, colorida, nocturna...e tanto mais!

Pois que gostámos todas.

Coin-Operated Boy_ como tu mesmo me disseste de dedo em riste, ainda vou ter algum defeito teu para me queixar, como tal, meigo, gentil, simpatico e politicamente correcto parece me muito bem.

Um grande bem haja!

Puta Valente

Criatura Sofrida disse...

Apos uma cuidada leitura e mesmo antes de ver/conhecer a escritora uma frase assalta-me o espirito "Ah Valente!!" e aqundo do fim da leitura confirma, foi a Valente.
Vamos la' por partes, repetir este encontro apenas no proximo ano e' um profundo disparate pois seria uma privaçao sem grande sentido, temos e' de repetir varias vezes, enquanto somos novos (pronto, nem todos :p, mas tb nao faço milagres). Gostei muito de passar uns belos momentos com "putas" tao animadas como estas, sao sem duvida um belo grupo, pena ter falhado no domingo mas nao podia ser todos os dias :s (IST IST IST).

@Valente, quando chegar o dia em que eu explico algo a alguem e esse alguem percebe, ui, eu aviso....o problema e' mesmo do professor e nao da materia, enfim...

Um bem haja a todas as putas presentes e ausentes, quer nesta pequena comunidade quer pelo mundo fora!!!


[brain on]

Puta Valente disse...

Criatura sofrida_ já reparaste que IST parece acrónimo de uma hormona qualquer?
Poderia dizer-se que tomas umas cápsulas maradas de componentes alucinogénio e és simplesmente viciado
Ai, esta fértil imaginação...
Sim, tens razão, temos que repetir, que da próxima vez seja em território de putedo :)

Quanto à explicação, garanto, a culpa foi do meu neurónio que estava a fazer surf num mar calmo de tinto... armado em havaiano... s não for inconveniente, solicito-te para um refresh

Um grande bem-haja e ergue-te perante esse monstro e luta feroz, contra, ou então, como te disseram naquela noite "eu também andei no técnico e mudei de vida " LOL

Criatura Sofrida disse...

Correcção, disseram-me algo mais forte "eu decidi ter vida"...enfim, esta foi a que escolhi e como sou teimoso não pretendo voltar atrás GRRR.


IST ser uma droga não sei mas é uma doença do coração Inappropriate sinus tachycardia (IST)...tv esteja a viver um ilusão

puta valente disse...

Tinto faz bem ao coração...