sexta-feira, maio 11, 2007

Reflexões Obedientes 2


Duas pessoas unidas por uma noite apenas, atrás delas foram desbravados caminhos que pouco têm a ver um com o outro, caminhos que os moldaram de maneira diferente, e aquele momento não existe, pois os seus olhos não o focam, estão mais interessados no futuro e naquilo que lhes trará.
Ela tem o corpo parcialmente exausto, cançada da mesma rotina, a mesma noite, os mesmos sítios, acorrentada á vida que ela própria escolheu.
Ele, tem sede de almas, é um predador, a sua rudeza e força bruta ajudaram-no a sobreviver, de tal maneira que se encontra acorrentado á sua própria natureza.
Nenhum deles quer mais correntes do que aquelas que lhes dilaceram o coração, nenhum deles erra pq sabe que está já condenado.

1 comentário:

Puta arrogante disse...

Gostei...gosto de ti e daquilo que escreves, das teorias que tens, das ideias que inventas...GOSTO!