sexta-feira, fevereiro 16, 2007

DOCE PECADO QUE DESEJO COMETER

De cor intensa como os sentimentos mais exaltantes de um espírito atormentado, desces por mim provocando um prazer pecaminoso, que n consigo parar de sentir. Envolvida em teu veludo, deixo-me invadir sem medos e peço-te mais e mais e mais. O não vem, para que me digas um sim, um sim que se transforma em posse…. E eu quero, eu desejo essa posse como se de liberdade se tratasse. Quente como só tu sabes ser, penetras-me com o teu ardor e eu sucumbo hipnotizada por toda a flama com que me inundas! Quero mais… só consigo pensar, que quero mais! Toco meus lábios em teu corpo e escorres dentro de mim, fazendo-me sentir circuitos electrizantes de sedução e luxúria. Os teus aromas inundam os meus sentidos e minha língua saboreia-te, deliciando-se nos meandros do teu intenso fulgor.

Ébria, exalto teu valor e imploro teu estímulo aos meus sentidos!

Puta Bífida

4 comentários:

puta arrogante disse...

oh parigah, BEBE!

Molécula, em ebulição disse...

Ébria, com a exaltação todos sentidos,
O desafio de um instinto, urgente, incessante …
Uma sede perene que desafia a qualquer moral,
Forte é a tentação, palpitante de ansiedade.

É verdade ilustres convivas, somos seres amorais,
Em conflito com uma sociedade pouco tolerante.
Temos uma sede desmesurada da energia da vida,
E esta não depende de regras e convenções …

Quero mais, quero tudo … quero o mundo …

Molécula, em ebulição

Coin-Operated boy disse...

Já largavas isso..
e te dedicavas as drogas..

Puta valente disse...

Um Viv'ó Tinto!