quarta-feira, junho 27, 2007

Por outro lado…

Interrogo me como seria se em vez da salvação divina através da expiação de pecados nos viessem falar de outra coisa, talvez tivessem mais sorte.

Se nos viessem falar da força motriz do mundo, aquela que povoa a maior parte dos nossos pensamentos e que está por traz da maior parte das nossas acções, e que se tudo mais estiver bem e só aquilo estiver mal, sentimo-nos na mais completa merda!

Falo obviamente de Sexo!

Atenção: de Sexo do BOM!

Aquilo que todos queremos e muito poucos conseguem!

Se o conseguíssem não gastavam grande parte do tempo que têm entre mãos a massacrar a vida dos outros!

Portanto quando criarem uma seita intitulada:

“Igreja da Foda Divina”

Ou

“Centro espiritual do prazer supremo”

Ou

"Igreja Universal do Reino do Sexo"

E andarem a pregar a sua doutrina no meio da via pública

Eu pararei e sorrirei em vez de continuar a andar e rosnar qualquer desculpa esfarrapada.

6 comentários:

Anónimo disse...

I Love Sex !! Love sex !!!
Aleluia !!!!!!!

Ass: Quiron

PUTA VALENTE disse...

Epah!
Acabei de ter uma ideia!
Vamos fundar uma seita e espalhar a palavra, efusivamente?!
:D

Que se abra concurso para os sloganes!

Bota a moer!

Vencislago disse...

Mas que visão deslumbrante! Como seria a guerra santa? Teríamos que ataviar encabalhotadamente em pessoas de religiões diferentes? Parece-me bem...

Em vez de se rebentarem em autocarros ou lançarem rockets contra "pontos estratégicos" mandava-se camionetas cheias de terroristas (homens e mulheres para disfarçar e se conseguir passar os postos de controlo) prontos a esfogachar com o inimigo em plena luz do dia.

É uma religião com muito potencial, quero ser um militante :D

Puta disse...

Ha que primeiro que tudo definir "esfogachar", palavra que pode ter vários sentidos, conforme a utilização que lhe é dada, normalmente é utilizada para dizer simplesmente "foder" (principalmente na foda dos peixes), contudo também é utilizada como "bater uma pivia" nas expressões "esfogachar a marreta", "esfogachar o matréco", "esfogachar o anão" (ha que ter em atenção a falta de humanidade para com a criatura na ultima) e mesmo até "esfogachar a Princesa Sofia" (este fui eu que inventei em parte agora mesmo, o que significa que é um termo em constante evolução)

Ass: Puta Obediente

Maria Ostra disse...

Este post, sim, é divino! :D

Masturbatrix disse...

Igrejas da foda?...
e o objecto de adoração seria o quê? Um belo falo no altar?
Ah não irmã.. longe das intuições, demasiado opium!
Prefiro um belo cu em string, livre, a passear na rua...