quinta-feira, outubro 11, 2007

........


Envolvida na penumbra da noite, retraio minhas angústias de forma possessiva… são minhas, só minhas. Tento consumi-las tentando esgota-las, como se de néctar purificante se tratassem. Mas não… elas não se esgotam e consumindo-as, enveneno a minha alma lentamente, paralisando os meus sentimentos, qual veneno de mamba negra.
A teia que se enlaça à minha volta torna tudo obscuro e pouco perceptível. Tento tira-la dos meus olhos mas em vão… ela gruda em minha íris, fazendo com que não vislumbre as silhuetas que me rodeiam. Enlaça-se agora em meu nariz… tornando o meu olfacto um sentido estúpido e inútil. Penetra meus tímpanos, abafando os sons que me envolvem… as vozes que chamam por mim. Deixa apenas libertas minhas mãos… que podem elas fazer perante todo aquele grude? Perante a rapidez do ataque de decadência eminente, que faz com que minha alma sucumba de cansaço? Elas podem apenas procurar, tactear em volta tentando encontrar algo, alguém, que me ajude a evadir daquele emaranhado… procuro… procuro… procuro… sinto o desespero a aglutinar-se em meu ser… Quero sair dali… quero libertar-me! Continuo tacteando… encontro algo. Tento perceber que tenho em mãos, e como me pode ajudar… Seja o que for está consumido pela ferrugem dos tempos, está húmido… Parece um punhal… mas deformado! Uso-o? Continuo a procurar? Não sei… Não consigo perceber o que tenho em minhas mãos…


Puta Bifida

3 comentários:

Anónimo disse...

Por convite de uma puta apaixonante , aqui fica o meu comentário.

Noite pequena
Luz fechada
Estou aqui mergulhada !
Esta agua imunda
quente e segura...
Fervo sem dor
eu nao sinto
Mas procuro !
O que encontro é verdadeiro ?!!!

Ass: Quiron

Puta Bifida disse...

:) obrigado pelo coment!!:)

Puta Bifida

Abssinto disse...

Está nas tuas mãos romper com as teias que te envolve. Usa as armas que tens. Luta e depois, sim, deixa-te envolver pela escuridão e deita-te a descansar. O ar da manhã vai-te saber bem e a luz do doi no teu quarto também.